Um calor esquisito.

Uma das primeiras coisas que pensamos, quando estamos prestes a mudar de país, é sobre o clima que vamos encontrar. Não há muito a considerar quando se trata de um país no médio oriente. Sim, vamos viver com calor. Às vezes, muito calor. Dois ou três meses por ano, numa fornalha.

Já lá estive em Fevereiro, no fim de Março e em Junho. Em qualquer destes meses apanhei diferentes temperaturas. Em Fevereiro calorzinho, em Março calor e em Junho calorzão. Agora está infernal, um autêntico forno.

weather

Estão 41º, mas a sensação é de 53º. O grau de humidade elevado faz com que tudo esteja molhado, à semelhança de uma sauna. Respirar é um trabalho árduo, para quem passa a vida fora de quatro paredes. Só se vive em ambiente climatizado. O ar quente seca os olhos, a pele, tudo. Mas, ao mesmo tempo a humidade deixa o corpo a pegar, a pingar, a escorrer suor.

Talvez seja por isso que, tantos expatriados regressem ao seu país nos meses quentes, fazendo de Doha uma cidade só para os Rambos desta vida.

Dizem que Julho, Agosto e parte de Setembro são os piores meses, para quem não tolera bem o calor extremo. Eu acredito. Desde baixas de tensão, a má disposições, a edemas provocados pelo calor, de tudo um pouco pode acontecer. Hidratação é a palavra de ordem, bem como uma alimentação cuidada e saudável. Tudo isto aliado à preocupação de evitar estar grandes períodos de tempo exposto ao calor extremo, e também à colocação de protector solar. Uma canseira viver no deserto…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s